Mafra

CAPS I de Mafra disponibiliza mudas de plantas medicinais para a população

 

O Centro de Atenção Psicossocial de Mafra (CAPS I Casa Azul) está disponibilizando no mês de março aos usuários e a toda comunidade 85 mudas de plantas, entre elas, duas plantas medicinais que podem ser utilizadas no controle da ansiedade e da insônia, que são o Capim limão (Cymbopogon citratus) e a Erva-cidreira (Melissa officinalis). Também estão sendo disponibilizadas mudas de Ora-pro-nóbis (Pereskia aculeata) e Mão de Deus (Tithonia diversifolia).

 

Além da possibilidade de obter as mudas, quem se dirigir até a instituição receberá orientações escritas sobre a indicação, modos de uso e preparo, posologia e toxicologia das plantas. Os pacientes plantaram as mudas nas oficinas realizadas pela naturóloga do CAPS, Helen Jessica Silva. “Foi uma forma encontrada pelos profissionais da instituição de garantir à população o acesso seguro e o uso racional das plantas medicinais”, disse Helen.

 

Segundo os idealizadores do projeto, a recuperação dos conhecimentos terapêuticos populares pode possibilitar a quebra do distanciamento entre pacientes e profissionais de saúde, já que promove a compreensão de outras dimensões de doença e de tratamento, além do resgate de conhecimentos populares de cura.

 

Em breve, a unidade estará organizando o horto medicinal do CAPS I e espera contar com o apoio e a doação de outras mudas de plantas medicinais pela comunidade.

 

Desde 2006, as Práticas Integrativas e Complementares (PICs) foram instituídas como Política Nacional no SUS (Sistema Único de Saúde). Dentre elas está a fitoterapia, que é um tratamento terapêutico caracterizado pelo uso de plantas medicinais em suas diferentes formas farmacêuticas.

 

Para quem tem interesse em adquirir e doar mudas, pode se dirigir até o CAPS I Casa Azul, que fica localizado na Rua José Boiteux, 1138, próximo ao Supermercado Mig da Vila Ivete. Mais informações: 3642 5298 | 98402-7456.

 

– Continua após a publicidade –

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.