Dica de português

Dificuldades da Língua Portuguesa

 

Caro leitor, na edição de hoje trabalharemos com os elementos essenciais do texto e com dificuldades da língua.

 

  • Estada/estadia:

Usa-se estada para a permanência de pessoas e estadia para a de navios e veículos.

Exemplo: A estada na Grécia proporcionou-nos somente alegrias / Prolonguei a estadia do meu carro por mais algumas horas.

 

  • Hidrelétrica/Hidroelétrica:

As duas formas estão corretas, sendo hidrelétrica a forma mais usual.

Exemplo: A usina hidrelétrica de Itaipu é uma obra grandiosa.

 

  • Fosforescente/fluorescente:

Fosforescente é um adjetivo derivado do substantivo “fósforo”, uma substância que brilha no escuro. Fluorescente é também um adjetivo, mas deriva de “flúor”, elemento químico, e refere–se a um determinado tipo de luminosidade.

Exemplo: Este interruptor é feito de material fosforescente / A luz branca da lanterna era fluorescente.

 

Os elementos essenciais do texto

  • Coerência e clareza:

A coerência diz respeito ao ponto de vista e à progressão de argumentos. O autor deve posicionar – se diante do tema de forma ponderada, evitando radicalização e panfletagem. Durante o desenvolvimento da redação, é importante ter como objetivo o leitor da lógica do texto. O processo básico é o mesmo de uma discussão com amigos sobre um filme ou uma partida de futebol. Em uma dissertação, a melhor ideia será aquela sustentada por argumentos convincentes, com as quais o autor se faça entender.

 

Em outras palavras, é preciso escrever com clareza para que, após ler a redação, ninguém se pergunte: “Mas, afinal, o que o autor quis dizer com isso?” E essa é, justamente, a pergunta que o autor deve fazer antes de passar o texto limpo. Caso consiga responder, o texto estará pronto.

 

Exemplo:

Texto inadequado (sem coerência / nem clareza):

“Nem sempre as imagens falam tudo que queremos. Às vezes vão além do imaginado por quem as produz”.

 

Texto adequado (com coerência e clareza):

“Para serem compreendidas, as imagens dependem de quem as produz e de quem as lê”.

 

  • Simplicidade:

Escrever de forma simples é o caminho para quem tem poucas linhas para expressar sua opinião sobre um tema da atualidade. O candidato deve evitar períodos muitos longos ou o uso de vocabulário rebuscado. Períodos servem a textos longos, de várias páginas. As palavras difíceis também devem ser evitadas. Elas geralmente são utilizadas com a intenção de impressionar os avaliadores, mas acabam não só desviando a linha de raciocínio como truncando a linguagem. Além disso, é bom evitar ainda inversões ou “rompantes poéticos” e lembrar – se da organização básica dos elementos da oração – sujeito, verbo e complementos -, o que, como falantes da língua, já fazemos intuitivamente.

 

Exemplo:

Texto inadequado (prolixo):

“As relações sociais que são repletas de interligações que variam de modo intrínseco faz da construção de uma imagem, inerente a si mesma, uma busca fundamental”.

 

Texto adequado (escrita simples):

“A complexidade das relações sociais torna fundamental a construção da imagem”.

 

Participe da coluna e mande sugestões

WhatsApp: 99179-7189

Facebook: Professor Elvys – Dicas de Português

YouTube: Professor Elvys – Dicas de Português

 

– Continua após a publicidade –

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.