Mafra

5ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa propõe debate sobre políticas sociais

 

Na quarta-feira (20), aconteceu a V Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa no Centro de Convivência do Idoso (CCI), em Mafra. Na ocasião, estiveram presentes representantes da terceira idade, além de servidores que atuam nos serviços de saúde como o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), Secretaria Municipal de Assistência Social, CRAS, CREAS e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

 

– Continua após a publicidade –

 

A conferência serviu como um espaço de discussão das políticas sociais com o objetivo de promover debates, elencar os desafios enfrentados, decidir prioridades, elaborar propostas e propor avanços para a consolidação e ampliação das políticas públicas a favor do idoso, diante de quatro eixos:

 

  • 1º Eixo: Direitos fundamentais na construção/Efetivação das políticas públicas.
  • 2º Eixo: Educação assegurando direitos e emancipação humana.
  • 3º Eixo: Enfrentamento da violação dos direitos humanos da pessoa idosa.
  • 4º Eixo: Os conselhos de direitos: seu papel na efetivação do controle social na geração e implementação das políticas públicas.

 

“Envelhecer é um direito, mas nem sempre o idoso vive a sua melhor idade. Estamos aqui para definir prioridades e para buscar a garantia dos direitos da pessoa idosa”, destacou a secretária de Assistência Social, Kátia Borges Saliba.

 

O consultor e palestrante Clóvis Aléssio promoveu um amplo espaço de discussão com foco “no viver melhor, no bem estar e não apenas no viver mais”. Clóvis também trouxe algumas informações e dados importantes. “Hoje, mais de 50% das famílias brasileiras são mantidas por um idoso. O Brasil possui 28 milhões de pessoas com 60 anos ou mais e é o 6º país do mundo com mais idosos, em sua maioria mulheres. Santa Catarina tem a maior esperança de vida ao nascer para ambos os sexos (79,7 anos) e deverá manter essa liderança até 2060, chegando aos 84,5 anos”, disse.

 

As propostas elaboradas serão encaminhadas para debate na Conferência Estadual.

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.