Minha opinião

Carlos Moisés não foi no rega-bofe em Brasília

Na terça-feira (19), ocorreu em Brasília um encontro entre empresários e políticos intitulado Santa Catarina Melhor, promovido pela NSCTV. Estiveram presentes deputados, senadores, jornalistas e outras autoridades, como o presidente do Tribunal de Justiça, do Tribunal de Contas, da Alesc. Mas pasmem, se o encontro era para discutir o desenvolvimento do nosso Estado, o que lá foi fazer o presidente do STF Dias Tofolli? Se acaso estivesse no jantar, regado de frutos do mar e vinho catarinense, teria me retirado. Não daria guarida a esse tipo de gente ou seria mais um bajulador, à espera de favorecimento.

 

– Continua após a publicidade –

 

Tenho apreço pelo apresentador Mário Mota, mas não gostei da crítica ainda que elegante ao governador. Acho que primeiramente ele deveria ter se perguntado quanto custou para o Estado a viagem de Florianópolis à Brasília, de suas excelências para um evento publicitário. Passagem de avião, hotel, diária e outras “cositas” mais que também dão despesas.

 

Claro, tal pergunta não será feita pela equipe da empresa patrocinadora do encontro. Mas porque não fazer um encontro deste no próprio Estado e posteriormente encaminhar o resultado aos nossos representantes em Brasília?

 

Sóbrio, sereno e cônscio de suas responsabilidades, o governador de Santa Catarina não foi ao encontro. Por certo, ele tinha outros compromissos mais importantes aqui no Estado que se encontra em fase pré-falimentar graças à má gestão de seus antecessores. O governador foi prudente, economizou verbas públicas e mostrou que as críticas destrutivas não lhe preocupam. Vi pela TV a manifestação de alguns deputados, os quais elogiaram o encontro e afirmaram ter sido um encontro muito interessante e produtivo. Deve ter sido mesmo, afinal, serviu para que nossos representantes se promovessem e reafirmassem que estão trabalhando em prol do engrandecimento do Estado e do Brasil. Não fazem mais que sua obrigação.

 

Elogiei a NSCTV há algum tempo atrás, mas já está na hora de serem mais contundentes com a questão dos gastos com a ponte Hercílio Luz e também de focar mais no interior do Estado.

 

Sobre o Planalto Norte, filho bastardo do Estado, somente saem notícias desfavoráveis, como prisão de caminhão com drogas, crimes contra a vida, assalto e roubos, isso na esfera privada.

 

Sobre a administração pública, a atuação dos prefeitos, vereadores e de órgãos estatais é lastimável.

 

O Planalto Norte contribui e muito para o progresso do Estado, peca por não ter líderes políticos íntegros, autênticos e a altura de sua pujança e desenvolvimento, mas tem muitos empresários e produtores dinâmicos e focados no desenvolvimento que merecem reconhecimento pelo que fazem e produzem.

 

A imprensa catarinense monopolizada pela Rede Globo de Televisão deixa transparecer que Santa Catarina é somente região litorânea, Vale do Itajaí e Oeste do Estado.

 

Penso que os diretores da NSCTV deveriam prestigiar as outras regiões, pois assim, irão prestar grandes serviços às comunidades que estão isoladas da capital, despertando interesse aos investidores e alavancando seus índices de audiência. Basta de focar nos problemas de Floripa. Estamos cansados de saber que a Ponte Hercílio Luz é apenas um cartão e visitas; ela também é um sumidouro de dinheiro público.

 

Está sendo agendado para o mês de abril um grande movimento pedindo o impeachment de todos os ministros do STF. Será que lá só tem traia? Nosso pretório excelso tem uma conduta lastimável e pelo que conta a imprensa não comprometida, não é de se duvidar. Porém, acredito que a generalização é temerária. Seriam todos os onze corruptos?

 

Não se pode negar que nenhum deles chegou lá somente por mérito próprio. Sabe-se que para alcançar determinados cargos públicos não providos por concurso é só com um bom padrinho, mas daí afirmar que todos estão comprometidos me parece um pouco de exagero.

 

Parabenizo nosso eminente governador por prestigiar nosso Estado. Ele está colocando o trem nos trilhos, cumprindo com o seu dever. Tinha mais o que fazer aqui e demonstrou que não precisa participar de encontros festivos para alavancar prestigio.

 

Deixamos de lado o Estado e vamos para o município:

 

Há uma pergunta no ar. Os moradores do bairro Vila Nova estão apreensivos com a vistoria que foi realizada pelo Ministério Público no asfalto da Rua Gustavo Friedrich. Afirmo que os moradores podem ficar tranquilos, pois a obra já foi realizada. O que o MPSC fiscalizou visa apenas constatar se a empreiteira empregou corretamente o material especificado no contrato ou se ocorreu superfaturamento. Em qualquer uma das situações, os moradores podem ficar tranquilos que não serão responsabilizados.

 

A obra foi entregue aos munícipes. Entende-se que a mesma está de acordo com o projeto, mas como não se pode afirmar com certeza, a inciativa do MPSC é meritória e necessária, para que a população tome conhecimento da lisura dos atos praticados por seus administradores, isso se o resultado vir a público. Os atos dos gestores públicos devem ser transparentes e os desvios de condutas esclarecidos. Só assim será possível reduzir a corrupção que nos sufoca e nos empobrece.

 

O dinheiro arrecadado com impostos é para gerir a máquina pública e não para enriquecer os administradores que foram eleitos porque o povo os considerou aptos para o exercício de tão honrosa função. Vamos aguardar o desenrolar dos acontecimentos.

 

Na semana que passou, o PODEMOS, partido político do Senador Álvaro Dias realizou sua primeira reunião em Mafra. Soube que estavam presentes mais de sessenta convidados, e que a reunião foi muito produtiva e que em Santa Catarina, o partido é presidido pelo Dr. Sandrini, conceituado advogado, professor da Univalle e membro ativo da Câmara Jurídica da ACAFE.

 

O partido está sendo estruturado em Mafra e já conta com um bom número de pessoas interessadas em se filiar. Pelo que soube os líderes do partido já tem estrutura para Mafra. Oxalá, que tudo se concretize, pois se trata de um grupo novo e com boa liderança.

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.