Policial

Mafra poderá ter casa de apoio à mulher vítima de violência

 

A Polícia Militar e a Secretaria de Ação Social reuniram nesta terça-feira (9) para discutir projetos em prol das mulheres vítimas de violência, em Mafra. Uma das principais propostas foi a criação de uma casa de apoio para essas famílias.

 

Segundo o tenente coronel Marcelo Pereira existe a possibilidade de criação de uma casa de apoio em residência da Rua Frederico Heyse, em frente à sede da PM. A localização favorece a segurança das famílias e o controle da polícia. A residência atualmente é usada para depósito de arquivo morto da prefeitura municipal.

 

– Continua após a publicidade –

 

“A reunião foi positiva. Surgiram excelentes ideias, como a realização de relatório mensal sobre a situação de violência contra a mulher em Mafra e uma reunião mensal com as detentoras de medidas protetivas”, explica.

 

Todos estes projetos vão ampliar e melhorar a proteção à mulher para além do trabalho realizado pela polícia, sob o aspecto psicológico e familiar. Atualmente as policiais militares femininas fiscalizam as medidas protetivas que visam afastar o agressor da vítima.

 

A Polícia Militar já pediu prisão preventiva de alguns que descumpriram a ordem judicial. “Mas somente essas ações não são suficientes para resolver o problema, precisamos ir além”, finaliza.

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.