Policial

Solenidade comemora o 9º aniversário de ativação da PM de Mafra

Foto por Cabo Pereira

 

A tarde de quinta-feira (2) ficou marcada pela solenidade militar alusiva aos 184 anos de criação da Polícia Militar de Santa Catarina e ao 9º aniversário de implantação da Guarnição Especial de Mafra (Gemfa).

 

Comandante, tenente-coronel Marcelo Pereira. Foto por Cabo Pereira

 

O comandante, tenente-coronel Marcelo Pereira, entregou o diploma “Amigo da Gemfa” ao juiz da comarca de Mafra, Fernando Orestes Rigoni, ao comandante da 11ª Bateria de Artilharia Antiaérea Autopropulsada, major Abner de Oliveira e Silva Junior e ao ex-comandante da Polícia Militar de Rio Negro, primeiro tenente, Diego Moscoso Sanchez, pelas relevantes contribuições, apoio e parcerias com a Polícia Militar de Mafra.

 

Homenageados com o diploma “Amigo da GEMFA”. Foto por Cabo Pereira

 

Além disso, 10 policiais foram condecorados com o Brasão de Mérito Pessoal e 16 com a Medalha de Mérito por Tempo de Serviço.

 

A solenidade ainda marcou a promoção ao posto de capitão do primeiro tenente Marcio Rosa Lopes. 

 

O comandante Marcelo parabenizou os homenageados e enalteceu a importância dos estímulos criados para premiar os policiais que se destacam na árdua missão de proteger a sociedade catarinense.

 

Foto por Cabo Pereira

 

Santa Catarina

A Polícia Militar de Santa Catarina foi criada em 5 de maio de 1835 por Feliciano Nunes Pires, Presidente da Província de Santa Catarina na época, através da Lei Provincial nº 12, que substituía os Corpos de Guardas Municipais Voluntários pela “Força Policial”, denominação da PM na época.

 

A Força Policial tinha a missão de atender requisições de autoridades judiciárias e policiais, além de manter a ordem e a tranquilidade públicas. Em 1836, foi aprovado um regulamento que ampliava a missão da Força Policial, que passou a atender incêndios e realizar prisão de infratores, além das tarefas anteriores.

 

Em 1916, o órgão passou a ser denominado de “Força Pública”, e considerado como uma reserva do Exército de 1ª linha por meio de acordo firmado entre a União e o Estado. A Força Pública só passou a ser chamada de Polícia Militar em 1946, pela Constituição Federal.

 

Mafra

No dia 2 de fevereiro de 2010, foi assinado pelo então governador, Luiz Henrique da Silveira, o Decreto nº 2968 que elevou a 3ª Companhia ao 3º Batalhão da Guarnição Especial de Polícia Militar de Mafra.

 

Atualmente, a unidade, comandada pelo comandante Marcelo Pereira, conta com mais de 100 policiais em seu efetivo, distribuídos entre Mafra, Itaiópolis, Papanduva e Monte Castelo.

 

Com informações da Polícia Militar de Mafra.

 

– Continua após a publicidade –

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.