Agenda cultural

Conheça a história de Rio Negro em acervo cultural no Seminário

Entre móveis e utensílios antigos de imigrantes alemães e poloneses, objetos de uso diários dos tropeiros e peças históricas que pertenceram à capela dos antigos seminaristas, a história de Rio Negro é contada no Museu Professora Maria José França Foohs.

 

Localizado no interior do prédio principal do Seminário Seráfico São Luis de Tolosa, onde fica a sede da prefeitura, o acervo é distribuído nas salas onde funcionava a cozinha e os antigos refeitórios dos padres franciscanos.

 

O museu foi inaugurado no dia 15 de novembro de 2002 e, desde então, é um importante espaço cultural da cidade que resgata usos e costumes das mais diversas etnias que compõem o povo rionegrense.

 

navigate_before
navigate_next

 

Exposições

Além do acervo permanente com artigos históricos, o museu também traz exposições temporárias que são abertas para lembrar datas comemorativas importantes ou apresentar novas peças do acervo.

 

As exposições estão sempre em movimento, buscando acompanhar os períodos históricos e trazer informações novas ao público.

 

Quem foi Maria José França Foohs?

Maria José França Foohs foi professora e coordenadora do curso de Pedagogia da Universidade do Contestado campus Mafra e ex-diretora técnica do 1º grau do Colégio Mafrense.

 

Ela nasceu em Ponta Grossa, em 3 de novembro de 1933, mas estudou, trabalhou, casou e constituiu família em Rio Negro.

 

Durante 45 anos, atuou na área educacional em Riomafra, além de ter recebido do Rotary Internacional de Rio Negro o troféu Professor Orlando Carlos Kuenzer pelos relevantes serviços prestados à educação riomafrense.

 

Em 1991, a Câmara de Vereadores e o Executivo também a homenagearam com a Comenda da Ordem do Brasão em reconhecimento pelo seu trabalho em prol da comunidade.

 

Durante mais de 36 anos, Maria participou da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Rio Negro e Mafra, sendo uma das fundadoras. Também foi uma das fundadoras do Clube Soroptimista e presidente do biênio 1996-1998.

 

Ousada, sempre defendeu os direitos da mulher e foi pioneira neste campo há mais de 20 anos, quando reunia mais de 500 mulheres nos tradicionais Jantares de Dia da Mulher que organizava.

 

Muitas pessoas foram auxiliadas por Maria, recebendo ajuda financeira, emprego, livros, custeio de material escolar, remédios, roupas e alimentos.

 

Dia Internacional dos Museus

O Dia Internacional dos Museus é celebrado em 18 de maio. O objetivo principal da data é trazer reflexão para a importância dos museus para a sociedade.

 

– Continua após a publicidade –

 

Serviço

Museu Professora Maria José França Foohs

Rua Juvenal Ferreira Pinto, 2.070. Seminário

Rio Negro (PR)

3643-7664

Horário de atendimento: terça a sexta-feira das 9h30 às 11h30 e das 13 às 17 horas

Finais de semana e feriados das 10 às 12 horas e das 13 às 17 horas

A entrada é gratuita

Site: http://rionegro.pr.gov.br/stuc/museu.php

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.