Mafra

Projeto de Indicação Geográfica da Erva Mate é apresentado em Mafra

 

A diretora de Cultura de Mafra, Eliane Vila Lobos Strapasson, recebeu a visita da coordenadora estadual de gestão de negócios e mercados da Epagri, Telma Koene, que apresentou o projeto Indicação Geográfica IG “Erva Mate do Planalto Norte Catarinense”, que visa o reconhecimento do produto com qualidade única na região.

 

A apresentação foi feita para os funcionários da Cultura para que eles entendam o que é o projeto e qual sua importância para a cultura local e regional.

 

– Continua após a publicidade –

 

Segundo Eliane, o projeto é de grande relevância para a região, pelo fato de promover a conservação da paisagem natural e valorizar a identidade cultural. “Parabenizo toda equipe da Epagri pelo empenho e seriedade no desenvolvimento da IG da erva mate, que beneficiará todo o Planalto Norte”, diz.

 

O processo de Indicação Geográfica vem sendo desenvolvido pela Epagri, em resposta a uma demanda dos produtores de erva-mate da região.

 

Para alcançar essa identificação, é necessária a realização de uma série de pesquisas sobre o cultivo, colheita e preparo do produto, bem como do clima, solo e de outros aspectos relacionados ao histórico da produção, dados que somados, poderão caracterizar a diferenciação da produção do Planalto Norte em detrimento da produzida em outras regiões, com outras características de clima, solo e umidade.

 

Benefícios da Indicação Geográfica

Os benefícios dessa Indicação Geográfica vão desde a valorização e preservação das características tradicionais do produto, o estímulo à melhoria da qualidade, diferencial de competitividade nos mercados consumidores e ainda a conservação da paisagem natural com seus remanescentes florestais, organização e fortalecimento do ramo produtivo, valorização da identidade cultural da população, além do crescimento do turismo.

 

Com informações do Departamento de Cultura de Mafra.

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.