Papo de Mãe

Eles não são terríveis!

Terríveis para quem?

 

Imagine-se uma criança num momento de mudanças intensas. Você tem uma certa independência, porém não quer perder o colo confortável de quem cuida tão bem de você.

 

Em meio a tudo isso, há uma sociedade frenética, sem tempo para entender e amenizar sua angústia.

 

– Continua após a publicidade –

 

Você já pode andar e se comunicar, mas nem sempre as pessoas fazem o que você quer.

 

Até pouco tempo, tudo acontecia no seu tempo. Agora, tudo mudou. O temperamento explosivo vem daí.

 

Terrível é passar por isso, não a pessoa que sofre com isso. Seu filho? Ele não tem nada de terrível!

 

Ele é maravilhoso e eu sei que apesar da ansiedade de não saber como lidar com uma criança passando por tantas mudanças, somente você sabe o quanto ele é amado.

 

“Mas como posso ajudar meu filho a passar por essa fase de forma mais tranquila?”

 

Entenda que as birras e chiliques não são contra você. A criança começa a perceber que o mundo tem regras e até que ela aceite que essas regras não são por falta de amor, ela ficará bem frustrada.

 

Parte delas acontece quando ela quer algo e não consegue explicar. Ofereça um coração gigante e amoroso para abrigar esse turbilhão de sentimentos novos.

 

Dessa forma, seu filho aprenderá a responder às frustrações com o mesmo coração.

 

Ele só acha que sabe o que é melhor para ele. Você não, você sabe.

 

Ele vai ter razão em boa parte das vezes, mas a criança ainda é ele.

 

Você sabe o que é seguro e saudável. Ceder sem mostrar o que é o certo traz alívio momentâneo aos seus ouvidos, e apenas isso.

 

O mais importante: Coloque a lupa nos momentos bons e lembre-se que a criança não precisa ter tudo que ela quer para ser feliz; ela precisa de você e do seu exemplo.

 

Com sua ajuda, uma caixa de papelão pode se transformar numa nave em batalha intergaláctica muito mais interessante que o tablet mais caro.

 

Curta cada descoberta, curta a energia inesgotável e curta a vontade de conhecer o mundo. Tudo isso vem junto com os “Maravilhosos”.

 

Que tal me ajudar a mudar essa ideia errada de uma fase tão intensa? Não vai ser fácil, mas vai passar e bem rápido.

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.