Dica de português

Novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa

O novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa, foi assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990, por Portugal, Brasil, Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique e, posteriormente por Timor Leste. No Brasil, o acordo foi aprovado pelo decreto legislativo número 54, de 18 de abril de 1995.

 

Esse acordo é meramente ortográfico; pois, restringe-se à língua escrita, não afetando a língua falada. Ele não elimina todas as diferenças ortográficas observadas nos países que têm a língua portuguesa como idioma oficial, mas é um passo em direção à pretendida unificação ortográfica desses países.

 

– Continua após a publicidade –

 

Mudanças no alfabeto

O alfabeto passa a ter 26 letras. Foram reintroduzidas as letras k, w e y. O alfabeto completo passa a ser: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z.

 

As letras k, w e y, que na verdade não tinham desaparecido da maioria dos dicionários, são usadas em diversas situações:

  • Na escrita de símbolos de unidades de medida: Km (quilômetro), Kg (quilograma), W (watt);
  • Na escrita de palavras e nomes estrangeiros: show, playground, Kafka, William.

 

Trema

Não se usa mais o trema (¨), sinal colocado sobre a letra u para indicar que ela deve ser pronunciada nos grupos gue, gui, que, qui. O trema permanece apenas nas palavras estrangeiras e em suas derivadas: Müller, mülleriano.

 

Curiosidade: Dia da Língua Portuguesa

Você sabia que o dia 10 de junho foi escolhido para representar o Dia da Língua Portuguesa? Essa data marca o aniversário da morte de Luís Vaz de Camões, um dos maiores poetas portugueses.

 

Camões acompanhou grande parte das aventuras marítimas dos portugueses, conhecendo e escrevendo também sobre as aventuras de seus antepassados. Ele faleceu no dia 10 de junho de 1580.

 

Participe da coluna e mande sugestões

99179-7189

[email protected]

Facebook: Professor Elvys – Dicas de Português

YouTube: Professor Elvys – Dicas de Português

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.