Mafra

Cavaleiro recebe homenagem durante Cavalgada das Etnias, em Mafra

 

A Cavalgada das Etnias resgatou um pouco das raízes campeiras do município no domingo (8). Nesse cenário totalmente tradicionalista, uma figura central foi o grande destaque do evento. Alceu Luiz Ricetti é cavaleiro e durante a terceira edição da cavalgada, foi homenageado pelo Executivo Municipal.

 

Desde a primeira cavalgada em Mafra, em 2017, ele atuou incentivando e prestigiando todos os eventos.

 

Natural de Rio Negro, Alceu Ricetti teve como primeira formação a de técnico agrícola em 1966, mas passou também pela profissão de radialista, taxista, bancário, caminhoneiro, empresário do ramo madeireiro e proprietário da Eletro Peças Ricetti. Atualmente está aposentado, mas atua como pecuarista.

 

– Continua após a publicidade –

 

O amor pelo campeirismo vem de longa data. Ele iniciou no Centro de Tradições Gaúchas (CTG) de Barraca Velha e foi um dos fundadores do CTG de Mafra, no qual permanece até hoje.

 

Além disso, Alceu foi coordenador regional da 10ª Região Tradicionalista, vice-diretor campeiro do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) de Santa Catarina e diretor campeiro da Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha. Atualmente é diretor executivo juntamente com sua esposa, Lea Mayer, do Movimento Tradicionalista Gaúcho de Santa Catarina.

 

Ao receber a homenagem, agradeceu e parabenizou o prefeito Wellington Bielecki e a secretária de Educação, Estela Maris Bergamini Machado, pela organização de mais uma cavalgada de aniversário do município.

 

“A vida nos oferece momentos inesquecíveis como esse. Estar aqui preservando as tradições e a família nos fazem ter esperança de um mundo melhor e Mafra, nos seus 102 anos, está dando o exemplo”, disse.

 

Segundo Wellington, a tradição das cavalgadas deve continuar por muitos e muitos anos. “Somos muito gratos ao Ricetti por nos dar a honra de participar ativamente desse momento que ficará marcado na história do município”, declarou.

 

Com informações da secretaria de Cultura de Mafra.

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.