Mafra

Funcionários dos Correios de Mafra aderem a greve nacional

 

Os funcionários dos Correios de Mafra entraram em greve geral por tempo indeterminado. A greve é nacional e foi decretada na noite desta terça-feira (10) em assembleias realizadas em diferentes estados do país.

 

A agência de Mafra tem 26 funcionários e é responsável pelo recebimento e entregas em Mafra, Itaiópolis e Papanduva.

 

 

Os funcionários dos Correios de Rio Negro ainda não decidiram se aderem ou não a paralisação. Em Mafra, a categoria quer impedir a redução dos salários e de benefícios adquiridos ao longo dos anos.

 

Segundo os funcionários, a greve o corre depois da direção dos Correios se negar a continuar as negociações do acordo coletivo e trabalho. São 79 cláusulas que estabelecem os benefícios e que estão em risco: ticket alimentação, vale cesta, vale peru, plano de saúde, reembolso creche, vale cultura, 70% de férias, adiantamento salarial e licença maternidade 6 meses.

 

– Continua após a publicidade –

 

Em nota, a direção dos Correios informou ter participado de dez encontros na mesa de negociação com os representantes dos trabalhadores, quando foi apresentada a real situação econômica da estatal e propostas para o Acordo dentro das condições possíveis, considerando o prejuízo acumulado na ordem de R$ 3 bilhões. Mas as federações, no entanto, expuseram propostas que superam até mesmo o faturamento anual da empresa, algo insustentável para o projeto de reequilíbrio financeiro em curso pela empresa.

 

No momento, o principal compromisso da direção dos Correios é conferir à sociedade uma empresa sustentável. Por isso, a estatal conta com os empregados no trabalho de recuperação financeira da empresa e no atendimento à população.

 

VER PRIMEIRO

Agora, que tal seguir o nosso Instagram, Twitter ou curtir a nossa página no Facebook? Para que você possa continuar acompanhando os melhores posts sobre Rio Negro e Mafra, diariamente, em suas redes sociais.