Policial

Lei Maria da Penha leva à prisão de suspeitos de roubos a caminhonetes

 

O atendimento de uma ocorrência de violência doméstica em Rio Negro no último dia 18 levou à prisão de dois suspeitos dos roubos a veículos ocorridos em Riomafra nos últimos meses.

 

A prisão do suspeito Fernando de Lima aconteceu após queixa da ex-esposa. Durante o atendimento à ocorrência em conformidade com a Lei Maria da Penha, Fernando, também conhecido como “Feijão”, reagiu à prisão e feriu um dos policiais. Segundo o comandante da Polícia Militar de Rio Negro, capitão Paulo Eduard Antonio Lemes, Fernando já era investigado pelos roubos de caminhonetes no município.

 

– Continua após a publicidade –

 

A polícia tinha conhecimento do envolvimento dele nos crimes a partir de informações anônimas, identificações realizadas pelas vítimas e filmagens, que foram essenciais para elucidação do caso. No entanto, a prisão dos envolvidos só poderia ocorrer mediante ordem judicial ou flagrante delito.

 

Mas a prisão de Feijão levou também à prisão de outro suspeito de envolvimento no crime. Um dia após a prisão de Fernando, Felipe Cordeiro de Melo Batista, que também vinha sendo investigado pelos policiais, procurou a Polícia Civil para confessar os roubos aos veículos, na expectativa de obter redução de pena. “Ele pensou que Feijão havia sido preso pelos roubos das caminhonetes”, explica o comandante.

 

Segundo informações cedidas pelo próprio suspeito à polícia, o primeiro roubo praticado pela dupla teria sido o de um HR-V, roubado em frente a uma clínica veterinária, em julho deste ano. Informações levantadas pelos policiais dão conta que a dupla entregava os veículos a outro suspeito (que não teve o nome divulgado) pela receptação e preso essa semana. “Acredita-se que essa pessoa intermediava a receptação para desmanche e para uso por contrabandistas”, observa.

 

A partir das prisões realizadas nos últimos dias, a Polícia Militar pede que as vítimas procurem a delegacia da cidade onde ocorreram os roubos, para a realização de reconhecimento formal dos suspeitos. Pelo menos 8 caminhonetes foram roubadas em Riomafra no segundo semestre deste ano.

 

OBRIGADO POR LER

AS NOTÍCIAS DO RIOMAFRA MIX

 

Com apenas R$ 16,00/mês você recebe em casa o jornal impresso e ainda patrocina o jornalismo com independência e credibilidade. Assine e receba em sua casa o melhor conteúdo!