Dicas de Português

O professor Elvys Milde da Silva dá dicas, tira dúvidas e traz informações sobre a Língua Portuguesa.

Confira 5 dicas de vocabulário e gramática para concursos

Revise alguns termos e vocabulários importantes da Língua Portuguesa para a hora das provas.

Olá pessoal, tudo bem?

 

Na coluna de hoje, vamos revisar alguns termos e vocabulários importantes na Língua Portuguesa. Estes vocabulários frequentemente são cobrados em concursos, Enem, vestibulares, seletivos e outras provas. Vamos lá!

 

A Aquele:

Diante de entidades cujo nome é grafado com inicial maiúscula não ocorre crase.

Exemplo: Agradecemos a Aquele que nos protege.

 

A expensas de:

Trata-se de uma locução prepositiva que significa “à custa de”, em que a preposição a que abre a locução deve vir no singular e sem acento grave.

Exemplo: João vivia a expensas da avó.

 

A gente vai:

Não há inconveniente algum em usar a expressão a gente para designar quem está falando (eu ou nós), desde que se deixe o verbo no singular.

Exemplo: A gente deve chegar à tarde.

Exemplo: A gente conhece bem nossos inimigos.

 

A sós:

Ao contrário do adjetivo só, que varia em número (ele está só, eles estão sós), o advérbio só (somente) e a locução adverbial a sós não variam.

Exemplo: Gostaria de ficar a sós com você por alguns instantes.

Exemplo: Nunca nos deixaram ficar a sós por mais de dez minutos.

 

À toa:

É uma locução adverbial de modo que significa “a esmo”, “sem razão”, “inutilmente”.

Exemplo: Andavam à toa pelas ruas.

 

É locução adjetiva quando se referir a um substantivo, significando “impensado”, “inútil”, “desprezível”.

Exemplo: Ninguém lhe dava valor: era uma pessoa à toa.

error: O conteúdo é de exclusividade do Riomafra Mix.