Confira alguns erros frequentes da Língua Portuguesa

“À prazo” ou “a prazo”? “Da onde” ou “de onde? “Adequa” ou “adequada”? Descubra qual a forma correta destas sentenças.

Caro leitor, hoje abordaremos alguns erros frequentes no cotidiano!

À prazo/a prazo:
Erro: Vamos vender à prazo
Forma correta: Vamos vender a prazo.
Explicação: Não se usa crase antes de palavra masculina.

Adequa/adequada:
Erro: O móvel não se adequa à sala
Forma correta: O móvel não é adequado à sala.
Explicação: Adequar é um verbo defectivo, ou seja, não se conjuga em todas as pessoas e tempos. No presente do indicativo são conjugadas apenas primeira e a segunda pessoa do plural (nós adequamos, vós adequais).

Caiu em/caiu:
Erro: O lucro caiu em 5%.
Forma correta: O lucro caiu 5%.
Explicação: O verbo cair, assim como aumentar e diminuir, não admite a preposição “em”. E no sentido de descer, ir ao chão, ser demitido, o verbo cair é intransitivo.

Consiste de/consiste em:
Erro: A seleção consiste de duas etapas.
Forma correta: A seleção consiste em duas etapas.
Explicação: Consistir é verbo transitivo indireto e requer complemento regido da preposição em.

Da onde/de onde:
Erro: Curitiba é a cidade da onde vieram nossos professores.
Forma correta: Curitiba é a cidade de onde vieram nossos professores.
Explicação: A forma de onde indica origem. Não existe a forma “da onde”.