Qualidade de Vida

Daniel Petreça revela um olhar preventivo e científico sobre bem-estar, qualidade de vida e atividades físicas.

O café pode melhorar o desempenho físico?

Foram verificados efeitos positivos da cafeína na resistência muscular, força muscular, potência anaeróbia e resistência aeróbia.

Foto: Divulgação

 

No dia 14 de abril é comemorado o Dia Mundial do Café. Você toma café todos os dias? Temos tipo de cafés para todos os gostos, períodos e ocasiões. Mas será que o café melhora o desempenho esportivo?

 

Foi isso que um estudo que revisou várias pesquisas tentou descobrir e quero compartilhar alguns resultados aqui com vocês.

 

A cafeína é um suplemento utilizado há bastante tempo para aumento de desempenho esportivo.

 

A ingestão de cafeína é altamente prevalente entre atletas, tanto profissionais como amadores, especialmente desde 2004, quando foi removida da lista da Agência Mundial Antidoping como substância proibida. Segundo os autores, dados demonstram que, 74% das amostras de urina coletadas de 2004 a 2008 no controle de doping continham cafeína.

 

Será que tem efeito realmente?

Foram verificados efeitos positivos da cafeína na resistência muscular, força muscular, potência anaeróbia (exercícios de alta intensidade e curta duração) e resistência aeróbia (corridas, natação, ciclismo). Parece que há mais efeito em exercícios aeróbios em comparação aos exercícios anaeróbios.

 

Mas qual a dose?

Apesar de verificarmos melhoras na performance em diversas atividades físicas, não há ainda uma dose “perfeita” de cafeína.

 

Os estudos têm utilizado uma dose de 6mg/kg.  Entretanto, as melhores doses para determinados exercícios físicos carecem de mais estudos ainda.

 

Muita calma nessa hora…

Será que o bom e velho cafezinho que tomamos pode servir para melhorar o desempenho nas atividades físicas?

 

Os estudos utilizam pó de cafeína altamente concentrado. A dose de cafeína recebida do café depende de muitos fatores, incluindo tipo do grão, método de preparação e tamanho do copo. Por exemplo, uma xícara “média” de café contém cerca de 100 mg de cafeína, o que significa que duas xícaras teriam mais ou menos 200 mg, representando um cálculo de 3 mg/kg para um indivíduo de 70 kg. Levando em consideração todas essas limitações, em geral, segundo o estudo, duas xícaras de café, consumidas cerca de 60 min antes do exercício poderiam exercer um efeito de melhora de performance na maioria das pessoas.

 

Algumas limitações que devemos observar

Inicialmente, as evidências até então podem não ter efeitos em todas as pessoas, Por exemplo, a maioria dos estudos utilizaram como amostra, pessoas jovens e homens.

 

Mulheres podem metabolizar a cafeína de maneira diferente dos homens, dado que as mudanças nos hormônios durante as fases da menstruação podem afetar o metabolismo da substância e consequentemente no desempenho físico.

 

Isenção de responsabilidade

As dicas e sugestões mencionadas no artigo são apenas para fins de informação geral e não devem ser interpretadas como prescrição profissional. Sempre consulte seu médico, profissional de educação física, psicólogo, fisioterapeuta ou nutricionista antes de iniciar programas de mudança de comportamento para o estilo de vida saudável.

Colunas e textos de opinião são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Riomafra Mix.

error: O conteúdo é de exclusividade do Riomafra Mix.