“Acessibilidade e segurança acima de veículos”, diz arquiteta responsável por obra da Nereu Ramos

Elery Kaliski, responsável pela execução e fiscalização do projeto, disse não saber responder sobre o alagamento na avenida. Não foi possível fazer outras indagações, pois a arquiteta bloqueou o contato do jornalista no WhatsApp.

 

Continua após a Publicidade

 

Anunciada em novembro do ano passado, a revitalização da avenida Nereu Ramos está liderando o ranking de reclamações em Mafra.

 

O projeto prevê a requalificação das calçadas, atendendo a normas de acessibilidade, melhora do paisagismo, placas de sinalização e balizadores, com faixas elevadas, recape da pavimentação asfáltica, rotatórias, entre outras mudanças, entre elas, o portal de entrada.

 

Apoie nosso jornalismo. Assine o Riomafra Mix, clicando aqui.

 

Porém, ao invés de agradar, desde que foi iniciada, a obra está gerando descontentamento, principalmente aos motoristas. A maior reclamação são os canteiros e “bicos” criados na pista, que segundo os motoristas, proporcionam risco de acidentes, principalmente por não estarem pintados.

 

“A avenida poderia ser adequada para cada mão ter duas pistas, e assim melhorar o fluxo de veículos, principalmente nos horários de pico da universidade”, comentou um motorista.

 

As reclamações se evidenciaram ainda mais na noite desta quarta-feira (25), quando com a chuva, ocorreu um alagamento de grandes proporções próximo ao portal. Pelas redes sociais, vários vídeos circularam e a indignação tomou conta.

 

O valor total da obra é de R$ 2.265.515,80, com recursos do Badesc.

 

Três veículos colidiram no local do alagamento. Foto: Reprodução

 

Responsável pela obra

O Riomafra Mix entrou em contato com a arquiteta Elery Adriana Kaliski, atual diretora de engenharia da Prefeitura de Mafra. Ela é responsável pela execução e fiscalização do projeto desde o seu início, quando atuava como diretora de Planejamento do município.

 

Elery afirmou não saber responder sobre o alagamento na via. Sobre as reclamações dos canteiros, a arquiteta foi enfática: “Acessibilidade e segurança acima de veículos”.

 

Não foi possível fazer outras indagações, pois Elery bloqueou o contato do jornalista do Riomafra Mix no WhatsApp.

 

O projeto foi desenvolvido, aprovado e iniciado na gestão anterior. Segundo o prefeito Emerson Maas, não é possível interferir na obra neste momento. É necessário, primeiro, a conclusão dos trabalhos para uma reavaliação e eventual readequação.

 

Planta de toda a extensão da via

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

 

Edital completo da obra

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

error: O conteúdo é de exclusividade do Riomafra Mix.