Paraná terá toque de recolher para conter casos de covid-19

Além de implantar o toque de recolher, o Governo do Paraná estuda fechar praças e parques em todo o estado e retomar o trabalho home office em repartições públicas.

 

Continua após a Publicidade

O Governo do Paraná pretende implantar toque de recolher e estuda fechar praças e parques em todo o estado em virtude da alta nos casos de covid-19. A informação foi divulgada pelo secretário de Saúde, Beto Preto, e as medidas deverão ser publicadas até quarta-feira (2).

 

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), somente nesta segunda-feira (30), o Paraná somava 277.424 casos confirmados e 6.099 mortes por coronavírus.

 

De acordo com o secretário de Saúde, o toque de recolher deverá funcionar das 23 às 5 horas, apesar de ainda não estar definido.

 

“Queremos diminuir o trânsito de pessoas. Precisamos tentar mais uma vez o isolamento social, o uso de máscaras e principalmente o distanciamento”, afirmou.

 

Beto Preto disse ainda que novas medidas serão tomadas nas repartições públicas estaduais, para que os servidores retornem ao trabalho no regime de home office. O governo também vai recomendar que os municípios e outras esferas do poder adotem a mesma medida.

 

O secretário reforçou ainda que a rede pública de saúde está chegando ao limite da capacidade de atendimento nas UTIs. “Se não fizermos o nosso dever de casa é possível que faltem leitos nos hospitais. E não é porque deixamos de ofertar, mas porque a rede está no limite”, disse.

 

Nesta terça-feira (1), o Paraná publicou uma resolução que proíbe cirurgias eletivas em todo o estado por 30 dias. A medida foi necessária para remanejar equipes e leitos para acomodar mais pacientes.

 

O governo também não descarta a ampliação da rede de hospitais que trabalham contra a covid-19.

error: O conteúdo é de exclusividade do Riomafra Mix.