Daniela Reinehr e a isenção dos agrotóxicos

A governadora comemorou a decisão do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) que prorrogou até 31 de março de 2021 os convênios estaduais para isenções de agrotóxicos.

Continua após a Publicidade

 

A governadora interina Daniela Reinehr ainda busca um momento de ‘lua de mel’ com o catarinense desde que assumiu a caneta do executivo estadual. Depois da polêmica envolvendo a falta de posicionamento sobre as ideias nazistas do pai, ela busca um consenso, ao menos político, na mesma pauta que decretou a unanimidade do parlamento contra o governador Moisés: a taxação dos agrotóxicos.

 

A governadora comemorou a decisão do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) que prorrogou até 31 de março de 2021 os convênios estaduais para isenções de agrotóxicos e que venceriam no fim do ano.

 

A pauta dos agrotóxicos simbolizou a primeira unanimidade do parlamento contra o governador Moisés e que foi marcada em março deste ano, dias antes da pandemia, por uma audiência pública que lotou a Alesc e deliberou contra a taxação dos agrotóxicos tentada pelo governador Moisés.

 

Em entrevista ao Grupo NDTV, a governadora disse não poder “negar a felicidade” com a notícia do Confaz. “Foi um tema pelo qual eu sempre lutei”, disse.

 

Daniela dá mais um passo para se distanciar de Moisés, fazendo aceno ao parlamento. Agora é esperar por dias mais tranquilos.

 

Por decreto

A deputada Ana Campagnolo (PSL) encaminhou uma solicitação a governadora Daniela Reinehr (sem partido) pedindo que o Estado legisle por meio de decreto sobre a questão de gênero nas escolas e para exigir exame toxicológico para profissionais do magistério. O argumento da deputada é que as matérias que tratam do tema estão emperradas nas comissões internas da Assembleia.

 

Sem testes

O Ministério Público instaurou procedimento para investigar denúncia de uma servidora do Estado que não conseguiu realizar teste para covid-19 com o plano dos funcionários, o SC Saúde. Segundo o relato da funcionária, que inclusive trabalha na área da Saúde, a negativa veio após procurar um laboratório em Canasvieiras, na Capital, que afirmou à paciente que o plano não liberou a realização do exame.

 

Aglomeração

Após aglomeração em praias, bares e restaurantes registradas no feriado de 12 de outubro, o Ministério Público emitiu recomendação aos prefeitos de Imbituba, Balneário Camboriú e Florianópolis para que aumentem o rigor das medidas contra covid-19 nos próximos três dias, no feriado de Finados. Nos hospitais, após uma queda na ocupação dos leitos de UTI, o número de pacientes que precisam de tratamento intensivo vem crescendo novamente.

 

Medicamentos

Após cobrança do senador Dário Berger (MDB) sobre a falta do medicamento Herceptin, essencial para o tratamento de pacientes com câncer metastático de mama, a Secretaria de Estado da Saúde informou que, das 7 mil ampolas solicitadas, foram entregues pelo Ministério 4 mil, suficientes para atender apenas a demanda do mês. O senador ainda aguarda respostas do Ministério. Em 2013, o governo federal anunciou a inclusão do Herceptin na lista de remédios distribuídos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o país.

error: O conteúdo é de exclusividade do Riomafra Mix.