Adolescente que estava desaparecida denuncia caso de abuso sexual e cárcere privado

A menor desapareceu enquanto visitava sua avó em Rio Negrinho e reapareceu dias depois na casa dos pais, na localidade da Roseira.

Uma adolescente que estava desaparecida desde o dia 22 em Rio Negrinho, foi encontrada no interior de Rio Negro na última quarta-feira (26).

Continua após a Publicidade

 

A jovem desapareceu enquanto visitava sua avó no município vizinho e reapareceu dias depois na casa dos pais, na localidade da Roseira.

 

De acordo com o registro da Polícia Militar, a menor alegou que havia sido mantida em cárcere privado por um homem que a obrigou a ter relações sexuais com ele.

 

Ainda de acordo com a vítima, o homem a manteve trancada em casa e retirou seu celular para que não tivesse contato com amigos ou familiares.

 

Somente na quarta-feira (26), ele liberou a jovem e a deixou na BR-116, na entrada da Roseira. De acordo com a vítima, o homem tinha um carro branco, mas não soube informar o modelo ou as placas. Ela também apontou o nome do suspeito.

 

Diante dos fatos, o caso foi repassado à Polícia Civil para investigação. O Conselho Tutelar do município também acompanhou a adolescente e sua família durante a ocorrência.

 

Confira mais ocorrências policiais:

 

  • Ameaça

Na noite de sexta-feira (28), um homem foi preso após ameaçar sua esposa no Campo do Gado, em Rio Negro. De acordo com a Polícia Militar, a vítima chegou em casa e encontrou o marido alcoolizado. Alterado, ele começou a xingá-la e a ameaçou de morte com uma faca. Diante das ameaças, um familiar chamou a Polícia Militar que se deslocou imediatamente até a residência do casal. A equipe prendeu o marido em flagrante e encaminhou os envolvidos para a delegacia.

 

  • Embriaguez ao volante

Na tarde de sábado (29), um homem de 34 anos foi preso por dirigir alcoolizado na Rua Professor Gustavo Adolfo Friedrich, na Vila Nova, em Mafra. Segundo a Polícia Militar, o motorista dirigia um veículo VW/Fox quando bateu com um carro estacionado. O condutor apresentava sinais de embriaguez, o que foi confirmado pelo teste de bafômetro. Ele foi preso em flagrante e encaminhado à delegacia de Polícia Civil de Mafra.

 

  • Perturbação de sossego

Na madrugada de domingo (30), a Polícia Militar recebeu denúncia de som alto e algazarras em um apartamento na Rua Siqueira Campos, em Jardim do Moinho, em Mafra. No local, os policiais militares constataram o fato e notificaram a responsável pelo apartamento, uma mulher de 25 anos, por perturbação de sossego.

error: O conteúdo é de exclusividade do Riomafra Mix.